5 Prioridades para Influenciadores DevOps em 2018

Na semana passada, em São Francisco, cerca de 1400 desenvolvedores DevOps se reuniram durante o DevOps Enterprise Summit para discutir o futuro do DevOps nas organizações. Carla Rudder, estrategista de conteúdo da Red Hat, esteve presente ao evento e destaca abaixo as 5 prioridades para influenciadores DevOps em 2018:

1. Desenvolvimento de habilidades de liderança transformacional

 

O papel do líder transformacional foi um tema importante, e muitos palestrantes exploraram a necessidade de líderes que estejam realmente prontos para mudar e assumir riscos na criação da cultura e do ambiente necessários para que o DevOps possa florescer e prosperar. Steve Mayner, agile coach e consultor DevOps, lideraram um debate sobre os quatro quadrantes de liderança transformacional: criatividade, visão, autenticidade e crescimento. “A liderança transformacional também significa reconhecer que a mudança é constante”, ressaltou ele.

Nicole Forsgren, CEO e cientista-chefe da DevOps Research and Assessment (DORA), também discutiu a liderança transformacional, apresentando o que considera ser as cinco dimensões relacionadas aos líderes de alto desempenho: 1) visão; 2) estímulo intelectual; 3) comunicação inspiradora; 4) apoio à equipe; e 5) reconhecimento pessoal. Desenvolvedores de alto desempenho que incorporam esses 5 traços são duas vezes mais propensos a alcançar o sucesso no DevOps, de acordo com a pesquisa realizada por ela sobre equipes DevOps.

 

2. Aprimorar a capacidade de aprender com os próprios erros

 

Uma palestra que desencadeou uma enxurrada de mensagens no Twitter foi a de John Allspaw, ex-diretor de tecnologia da Etsy, que falou sobre complexidade. Quando surgirem problemas, seu conselho: esteja disposto a pesquisar profunda e incansavelmente até descobrir o que deu errado, bem como quais coisas boas impediram que o desempenho da aplicação piorasse ainda mais. “É dessa forma que o profissional DevOps pode obter melhor compreensão compartilhada de como aprender mais e avançar para o sucesso no futuro”, diz ele. Um tuíte bastante citado da sua apresentação foi: “incidentes são investimentos não planejados para a sobrevivência de uma empresa”.

 

3. Transformando a cultura da empresa – e os gerentes intermediários

 

Quais são os principais desafios do DevOps agora? As transformações culturais, o desmembramento de silos e estruturas da organização e o gerenciamento de pendências técnicas superam a lista. Curiosamente, com toda a atenção dispensada aos líderes transformacionais no topo das organizações, as equipes DevOps têm encontrado resistência por parte de gerentes intermediários nas empresas. Muitos palestrantes no evento destacaram que este é o grupo mais resistente a mudanças quando da implementação de uma abordagem mais ágil nas empresas. Portanto, vale a pena despender mais tempo e energia treinando gerentes intermediários no processo e abordagem DevOps.

4. Amadurecer seu próprio talento



Em um ambiente DevOps, nutrir a cultura é a chave para a retenção de talentos – e medir a satisfação dos funcionários pode ser um indicador de capacidade para dimensionar práticas DevOps e Agile.

Em relação às habilidades específicas para equipes DevOps, os palestrantes destacaram o valor das habilidades natas x habilidades técnicas. Como disse o CTO da Hiscox, Jonathan Fletcher: “Attitude > Technology Skills”.

5. Ênfase na necessidade de urgência

2018 será o ano das empresas aderirem em massa ao DevOps, de acordo com uma pesquisa realizada pela Forrester, com 50% das organizações implementando DevOps atualmente e outras 27% planejando implementar dentro dos próximos 12 meses. O tempo de espera para agir terminou, como evidenciado por apresentações da conferência sobre os resultados de abordagens DevOps conduzidas pela Disney, Walmart e KeyBank.

Fonte: The Enterprises Project

21