Como orquestrar containers na AWS usando Kops e Kubernetes

Sexta passada tivemos o primeiro tech-talk feminino na Rivendel! Nossa dev “elfa” Talita Pereira mostrou como orquestrar containers na AWS usando Kops e Kubernetes. Para aqueles que ainda não conhecem, o “Kops é uma ferramenta para auxiliar a subida do cluster Kubernetes na AWS. Basicamente, ele se encarrega de criar toda a estrutura básica para que o cluster funcione perfeitamente”, define ela.

E para aqueles que [ainda] não estão familiarizados com o Kubernetes, trata-se basicamente de uma orquestração de containers através de um cluster, que possibilita alta disponibilidade da aplicação, isolamento e fácil gerenciamento. Faz parte do pacote, evidentemente, a configuração de itens e a checagem Kubelet, que é explicada a seguir.

Checagem Kubelet


O probe é o diagnóstico feito pelo kubelet de forma periódica.


Há 3 formas de checagem:

ExecAction – Executa um comando específico no container , onde o Retorno == 0 indica Sucesso;

TCPSocketAction – Checagem TCP na porta exposta do container;

HTTPGetAction – Retorno – retorno >= 200 e retorno < 400

Há 3 saídas possíveis: Sucesso, Falha , Estado Desconhecido.

Referências em Kubernetes


Quer se aprofundar em Kubernetes? Se liga:


Cockpit

O Cockpit possui um painel que interage com um cluster Kubernetes ou um cluster Openshift v3. Esta funcionalidade está no Cockpit kubernetes package:
http://cockpit-project.org/guide/latest/feature-kubernetes.html


Pod Affinity

Agendamento avançado no Kubernetes:
http://blog.kubernetes.io/2017/03/advanced-scheduling-in-kubernetes.html


Autoscaling

https://kubernetes.io/docs/tasks/run-application/horizontal-pod-autoscale-walkthrough/

Canary Deploy

https://kubernetes.io/docs/concepts/cluster-administration/manage-deployme nt/#canary-deployments


Para ver a tech-talk na íntegra, acesse:

Para acessar os slides, acesse:

21