Lançado primeiro release candidate do Jenkins Blue Ocean

Com Blue Ocean, desenvolvedores do Jenkins pretendem transformar ecossistema DevOps. Nesse contexto, o primeiro release candidate do Jenkins Blue Ocean foi publicado ontem na wiki do projeto, embora com correções a serem feitas.  

Com a primeira versão da interface de usuário do Blue Ocean, a comunidade Jenkins não está sozinha quando a intenção é ampliar o apelo do software para além de programadores hardcore.

De fato, as ferramentas de implementação DevOps passaram pelo aprimoramento da experiência do usuário para incentivar a colaboração por parte das empresas e da TI. Ferramentas da Red Hat e da New Relic também passaram por melhorias na experiência do usuário neste mês, na medida em que gerentes de negócios se unem às equipes DevOps para melhorar os ciclos de lançamento de produtos.

O Jenkins Blue Ocean, lançado em versão beta em setembro passado, agrega uma interface de usuário projetada para agilizar e melhorar a acessibilidade do software, de acordo com o site oficial.

O Blue Ocean inclui versões personalizáveis da interface de usuário do Jenkins para se ajustar a vários perfis em uma equipe DevOps, bem como uma interface visual para projetar pipelines de entrega contínua. Para a resolução de problemas, o Blue Ocean mostra onde os problemas surgiram no pipeline e mais necessitam de atenção. Ele se encaixa em um workflow DevOps com a capacidade de acomodar projetos baseados em GitHub e Atlassian Bitbucket. Esses recursos ajudam a estabelecer uma plataforma e uma linguagem comuns entre engenheiros DevOps e as empresas atendidas por eles.

“O código Jenkins é um pouco inacessível, e a questão é como trazê-lo para outros aspectos do negócio que são tão importantes quanto os próprios desenvolvedores [de software]?”, diz Barton Nicholls, consultor DevOps e arquiteto de soluções da empresa de segurança de rede Cohesive Networks. “Normalmente, no mundo DevOps, as pessoas não falam sobre as interfaces de usuário das ferramentas e a experiência do usuário, mas isso se tornará necessário. Caso contrário, teremos experts nerds que falam uma língua, e homens de negócios que não falam essa língua”, disse ele. “Muitas dessas ferramentas esperam superar essa lacuna.”

A experiência do usuário é atualmente um recurso chave para as ferramentas do pipeline DevOps, uma tendência iniciada pelo lançamento de aplicativos de produtos de automação no ano passado, e que agora se espalha pelas ferramentas DevOps.


Fonte: TechTarget

21