2 anos de Rivendel: reflexões, acertos, erros e o que vem por aí

Lembro perfeitamente a 1ª semana de Rivendel. Primeiro cliente atendido, 3 dias viajando e uma sensacão engraçada de não saber o que aconteceria nem na semana seguinte. Todo mundo que já empreendeu sabe a sensação de angústia que nos atinge mesmo quando temos confiança na proposta e nas perspectivas.

Estranhamente, com poucas semanas de empresa tive uma reflexão que me trouxe toda serenidade que eu precisava, quando estava indo ao dentista. A carreira de dentista demanda um investimento inicial pesado e necessidade contínua de cativar e manter clientes para no mínimo sustentar o consultório e trazer condições minimas de sobrevivência. Os estudantes de Odontologia já começam o curso sabendo disso e esta será sua vida por 30-35 anos. Por outro lado, com menos de R$ 5000 de investimento eu já tinha todo o ferramental para fazer meu trabalho e não precisava necessariamente de nenhuma despesa fixa para conseguir trabalhar. Sabendo disso, pra que ter medo? O pior que poderia acontecer seria trabalhar novamente empregado em algum lugar legal… tudo bem 😉

O aniversário de 2 anos da Rivendel foi premiado com um espaco premium: quase 10 minutos no Keynote de abertura do AWS Summit 2015, para contar um pouco do case do Hotel Urbano.

Foi uma oportunidade tão especial que fiz uma lua de mel mais curta com minha esposa para não perdê-la. Isto me trouxe uma sensação gostosa de estar fazendo pelo menos uma coisa realmente bem. Em 2 anos foram nada menos que 80 clientes atendidos, mesmo sem ter uma profissional comercial dedicada e sem fazer investimentos relevantes em marketing.

Nestes 2 anos fizemos muita coisa e trabalhamos muito intensamente. A empresa começou com o modelo que de fato se provaria vencedor: DevOps As a Service. Um modelo de trabalho inspirado em Sharing Economy e que se provou extremamente competitivo pra nós e pros clientes. Porém, meu histórico com desenvolvimento nos levou a testar bastante a linha de desenvolvimento também. Em alguns aspectos tivemos bastante sucesso, pois conseguimos crescer o time, o faturamento e entregamos software de qualidade pros clientes na grande maioria dos casos. Contudo, depois de muita luta e suor, percebemos que a rentabilidade da linha de desenvolvimento estava desproporcional ao esforço demandado. Simplesmente não estava valendo a pena.

Não erramos só em aceitar projetos de desenvolvimento. Tentamos construir 2 produtos próprios sem ter investimento ou nenhum apoio para compartilhar o risco. Um dos produtos é um app de roteiros de viagem e o outro é uma ferramenta de tickets à la ZenDesk, mas com características importantes para a execução do nosso modelo de serviços. Os dois produtos são consistentes e fazem sentido, mas olhando em retrospecto, teríamos feito somente a ferramenta de tickets, pois é 100% alinhada com nosso core business e não um desvio de foco.

Ao completar 2 anos, parece ter chegado o aprendizado essencial que a Rivendel precisava para se consolidar como uma empresa rentável e excepcional no que faz. Aprendemos a quais “Dinheiros” dizemos NÃO! Especialmente em tempos de crise, é normal ser teimoso e aceitar demandas que possivelmente trarão faturamento e algum lucro. Porém, percebemos que o esforço para atender demandas que fogem do seu core acaba dificultando muito a execução do que é realmente o seu “produto principal”.

A Rivendel conseguiu se tornar a empresa de Cloud/DevOps mais qualificada do Brasil. Este reconhecimento veio de clientes e parceiros como Amazon Web Services e Microsoft Azure. Consolidar este modelo e trazer melhores resultados pros funcionários e pros fundadores é nosso desejo cristalino daqui para frente. Este será nosso foco em serviços, formação de profissionais, treinamento e algumas outras linhas.

Um cliente nos deixou orgulhosos com uma observacão: “Vocês conseguiram implementar um modelo fanático por qualidade como o da Rackspace, mas permitindo que o cliente use qualquer modelo de nuvem que o deixe mais confortável”. Este será cada vez mais o nosso foco e a missão da Rivendel.

Pra finalizar: muitos assistiram palestras minhas sobre Lean e Data Science, especialmente contando o trabalho que fizemos no Hotel Urbano. Sou apaixonado por Lean e Data Science e a Rivendel estará sempre proxima disso, cuidando de toda a infraestrutura necessária para empresas data-driven.

Entretanto, o modelo vencedor de Data Science que implementamos no Hotel Urbano e agora na Biva e outros clientes não será feito pela Rivendel, mas por uma irmã dela. Novidades em breve 😉

Ficamos muito felizes pelo que conquistamos em 2 anos de Rivendel. O foco e determinacão me sinalizam que os proximos 2 serão ainda melhores!

Muito obrigado a todos que nos apoiaram nesta jornada e acreditaram na Rivendel mesmo quando ela ainda era pouco mais de um sonho. Obrigado de coração e contem conosco sempre!

21