Empresa na nuvem: tire todas as suas dúvidas

Um estudo da Microsoft mostrou que 33% das empresas brasileiras já utilizam a computação em nuvem e que 45% delas deve seguir esse mesmo caminho até 2015. Mas apesar de muitas corporações já terem aderido à tendência, a cloud computing ainda gera dúvidas na cabeça dos empresários. O conceito em si é muito simples: para levar sua empresa para a nuvem, seja para armazenar dados ou mesmo para rodar softwares, basta contar com servidores de outras empresas e acessar o sistema por meio da internet.

S

Embora muita gente ache que esta é uma tecnologia nova no mundo corporativo, ela vem sendo utilizada há bastante tempo, como é o caso dos e-mails. Afinal, você acessa seu correio eletrônico pela internet e não precisa de nenhum programa instalado no computador para verificar as mensagens, certo?

Se você está se questionando sobre os benefícios que o seu empreendimento terá ao contratar um sistema de cloud computing e como viabilizá-la de acordo com as necessidades do seu negócio, reunimos aqui as principais dúvidas a respeito deste serviço voltado para as empresas.

Como posso aplicar a cloud computing no meu negócio?
Entre as aplicações de computação online, os mais utilizados são softwares para gerenciamento de processos, armazenamento de informações e banco de dados, tudo isso sem que você precise de uma máquina potente na sua empresa.

Você pode contratar um programa para auxiliar o gerenciamento de pessoas para o RH, o fluxo de caixa do departamento financeiro, os dados de CRM e até integrar as informações gerais em um ERP. Há ainda a possibilidade do desenvolvimento de um software específico para as necessidades do seu negócio, para que o trabalho seja executado em servidores remotos.

Como posso acessar um sistema na nuvem?
De qualquer computador conectado à internet. Você entra no ambiente criado para acessar o sistema por meio de uma senha de usuário. A vantagem é que não é necessário manter conteúdos importantes em um único computador e você e sua equipe acessam os dados de qualquer lugar.

Minha empresa é pequena. Ela pode contar com cloud computing?
Pequenas e médias empresas, como as startups, geralmente não contam com um grande capital para investir em um departamento próprio de TI, que são caros de implantar e manter. Por isso, os serviços oferecidos na nuvem são perfeitos para elas, pois não demandam um grande investimento.

Afinal, toda a infraestrutura e logística necessárias para a criação dos sistemas e armazenamento dos dados ficam a cargo do fornecedor do software na nuvem. Assim, os empreendedores podem enxugar custos e ter mais tempo para cuidar do seu próprio negócio, jogando de igual para igual com os grandes.

Só para dar uma ideia do cenário, um estudo realizado pela CDW e publicado pelo Business Insider apontou que 76% das pequenas empresas que usam a cloud computing reduziram seus custos ao mover suas aplicações para a nuvem. Ao todo, elas têm economizado 24% ao ano.

Mas a nuvem é realmente segura?
Esta dúvida é uma das mais comuns, pois como as informações disponíveis em nuvem são acessadas online, há quem acredite que estão muito vulneráveis. No entanto, as empresas provedoras de cloud computing investem em plataformas, linguagens e ferramentas específicas para lidar com ataques, falhas de segurança ou quedas de sistema e contam com uma equipe especializada para tomar conta dos dados armazenados.

Nós da Rivendel inclusive fizemos uma palestra sobre segurança e automação na nuvem no DevCamp, a qual você pode visualizar aqui.

Será que um Datacenter físico é mais seguro que um ambiente automatizado Cloud?
Não. Os ambientes automatizados em Cloud são previamente preparados com toda a infra-estrutura necessária para prevenir acidentes básicos que podem ser cometidos em uma estrutura de um Datacenter.

E se a internet cair?
Os serviços oferecidos em cloud computing dependem de uma conexão muito boa. Geralmente, quando a internet cai é porque uma conexão instável não suportou o tráfego de informações. A saída para este problema é aproveitar a economia gerada pelo serviço na nuvem para investir em uma conexão de qualidade ou ter mais de uma opção de conexão.

Como funciona o pagamento de um serviço desse tipo?
No modelo de cloud computing, você paga pelo que usa, caso precise armazenar dados. A empresa que oferece o serviço coloca à disposição uma capacidade de hardware pelo período que a sua empresa precisar. Você pode contratar um plano que se adeque às suas necessidades ou pagar pelo consumo depois de usar os recursos.

Se a sua empresa utilizar um software na nuvem, então ela paga pelo direito de uso da ferramenta, o que é mais vantajoso do que comprar um programa em definitivo. Isso porque quando o aplicativo for atualizado, você terá acesso à nova versão sem pagar mais por isso.

Como o serviço na nuvem se adapta à minha empresa?
Ele se adapta à medida em que você decide quando aumentar ou diminuir sua infraestrutura de tecnologia. Como há flexibilidade em relação ao pagamento dos recursos – de acordo com o que é utilizado – sua empresa pode solicitar mais espaço ou novas aplicações, de acordo com a sua demanda, sempre que precisar. A ação é muito boa para startups em pleno crescimento ou para negócios sazonais.

Levar sua empresa para a nuvem pode torná-la mais competitiva, uma vez que você vai otimizar seus custos para investir em novos produtos e serviços e agilizar o trabalho da sua equipe. Você ainda tem dúvidas sobre o modelo de cloud computing? Então deixe um comentário para a gente!

21